contra-senso

18 comentários:

loba disse...

Minha amig, tenho dúvidas qto a esta convivência harmoniosa, viu? Deus não pode estar feliz vendo que o diabo tem ganhado quase todas!
Mas os contrapontos no poema ficaram demais!
Beijocas

Márcia(clarinha) disse...

censo incomum
deus e o diabo confabulam na soleira...será?
Clarice Ge[nial] ailoviú.

lindo dia manamada,
beijos

Crys disse...

Um não pode existir sem o outro, perde o sentido, é como o certo e errado, branco e preto, creio ou não creio… representam a dualidade do homem.

Ai amiga, faz tempo que não passo aqui...saudades!
Beijocas, querida!

cameliadepedra.blogspot.com disse...

Juro que na primeira lida, entendi que nem sempre Deus e o diabo convivem em harmonia. Estou nessa fase de meio duelo dos dois. E a gente le o que quer nao � querida Clarice?
Vou te dizer a mesma coisa que ha uns aninhos disse para Clarinha: fa�a uum livro com essas imagens e esses textos. Vai precisar patrocinio, �tem muita cor, mas vale a pena, voce consegue.
Beijos, felicidades e sucesso,
Cam

Claudinha ੴ disse...

Hola!Lucha de gigantes!

Menina você consegue sintetizar muitas coisas em belas palavras. Um duelo do bem e do mal, o segredo da harmonia do universo?
Beijos!

Aninha Pontes disse...

E talvez a bekeza de tudo esteja exatamente nesse contra senso.
Tudo se mistura.
Como diz Lulu Santos, "Não haveria sol, não fosse a escuridão".
Um beijo minha amiga querida.
E como vão as plantas?
Tenha uma linda semana.

Valéria disse...

habitam em nós...anjos, deuses, demônios...
eu amei amei isso!

Janaina Amado disse...

Adorei, Clarice. É neste rodamoinho de contrasensos que a vida gira.

Márcia(clarinha) disse...

só pra dizer que te amo...
beijos

Patty disse...

Hum... Em plena harmonia eu não sei porque um vive querendo passar a rasteira no outro.

Um beijo, querida e obrigada pelo carinho, tá?

Daniel Hiver disse...

Acho que sou um leitor atento e em 99% dos casos admiro aos coisas que você escreve. Mas sou também um leitor leal e não poderia deixar de humildemente colocar aqui o meu conceito pessoal. Deus e o Diabo não convivem em harmonia não. É o que penso. Eles estão é em total oposição. E o responsável pela desarmonia não pode conviver em harmonia com o idealizador da harmonia.
Um beijo.
Daniel Hiver
http://hiverdaniel.blogspot.com

Su disse...

Seus versos são lindos!!
Confesso que amo o sol da meia noite!!!
Beijos, querida!!

douglas D. disse...

é o que somos.

Daniel Hiver disse...

Obrigado por passear seus olhos sensíveis sobre a minha DÉCADA. Valorizo seus comentários desde a época do "Em busca da frase perfeita".

E a respeito do meu comentário anterior ( logo acima ) quero te dizer que concordo com a dualidade existente dentro de nós mesmos. Somos ruins e bons. Humildes e soberbos. Grandes e pequenos. Quando as coisas saem bem ou quando colocamos os pés pelas mãos somos os mesmos. E é verdade que as vezes produzimos um bem maior e que as vezes fazemos tudo muito errado. As vezes somos os nossos heróis e as vezes nossos próprios vilões. Isso é certo. No entanto eu acredito na figura "real" de Deus. E acredito que exista um Diabo real, opositor, rival de Deus. O primeiro é o senhor da harmonia o outro da desarmonia. E um está em oposição ao outro. Seres reais e não imaginários que estão ativos no dominio espiritual. O responsável pela guerra e pela misária e todas injustiças e infelicidades é o senhor da desarmonia, secundado pelas pessoas com mente pequena e cheios de maldade por dentro.
O jeito como está o mundo me dá certeza disso.
Minha idéia não era polemizar. Apens dizer o que acredito. E teus textos mesclados com imagens continuam bárbaros.
Parabéns pelo blog e obrigado por me dar o prazer de suas visitas em meu blog.
Daniel Hiver
http://hiverdaniel.blogspot.com

tito disse...

e o sol que vou praticar agora, o da meia noite,assim não preciso colocar nada,hehehe
beijo

clarice ge disse...

Para Daniel ou quem por algum motivo ficou desgostoso por meu verso final:
_convivemos num mundo de guerra e miséria, embora isso conseguimos ser felizes ou infelizes num mundinho particular. deus e o diabo somos nós mesmos, nossa 'dualidade convivente'...

Laila Braga disse...

dubialidades...

ŁǺи¥ disse...

Lindo teu blog... adorei!